Page 1

GRUPO 14

GRUPO 14

O TURISMO NA FRANÇA E A COVID-19

Número de casos na França
até os dias de hoje:
TORRE EIFFEL VOLTA A RECEBER TURISTAS APÓS 3 MESES FECHADA.
Image
Depois de 3 meses fechada por conta do Covid-19 - considerado o maior período desde a Segunda Guerra Mundial - a Torre Eiffel se preparou para a reabertura. Para esta reabertura medidas rigorosas de higiene tiveram que ser implantadas, e os visitantes com mais de 11 anos precisaram usar uma cobertura facial durante a visita. A reabertura contou com a presença de somente 50 pessoas, mas a administração do monumento esperava que uma multidão maior na grande reabertura, porém as restrições de voos impendem isso ainda.
Número de mortes na França
até os dias de hoje:
Image
Image
PESSOAS DE MÁSCARA ESPERANDO EM UMA FILA PARA ENTRAR NO MONUMENTO.
Image
Image
Agora fazer turismo não é mais como antes. Pontos turísticos que eram lotados e possuíam filas quilométricas, estão vazios ou com pouca quantidade turistas. Mas mesmo com o uso de máscara os que vão, não perdem a oportunidade de tirar uma foto!
A PIRÂMIDE DE VIDRO, NO MUSEU DO LUVRE, SEM VISITANTES.
TURISTA POSA SOZINHA E DE MÁSCARA EM FRENTE À TORRE EIFFEL.

GOVERNO FRANCÊS APROVA PLANO QUE PREVE 18 BILHÕES PARA O SETOR DE TURISMO

GUIAS TURÍSTICOS EM PARIS PROTESTAM PELA CRISE CAUSADA PELA PANDEMIA

Image

Perto da pirâmide de vidro, localizada no Louvre, dezenas de guias turísticos se juntaram com máscaras da feição de Mona Lisa para protestar em apoio ao projeto de 18 milhões de euros para ajudar o setor de turismo contra os danos causados pela pandemia global, proposto pelo governo e apresentado na caixa ao lado esquerdo.
O primeiro ministro francês, Edouard Philippe, fez um plano de 18 bilhões de euros para salvar o turismo, que foi extremamente afetado pela pandemia do corona vírus.
O plano inclui 1,3 bilhão de euros em investimentos públicos diretos, empréstimos garantidos pelo governo e o aumento de acesso a um “fundo de solidariedade”
Image

!!!

DE QUE FORMA OS OUTROS PAÍSES ESTÃO RELACIONADOS À VOLTA DO SETOR DE TURISMO NA FRANÇA?

No dia 06.08.2020 a França registrou o maior número diário de casos de Covid-19 desde maio, porém os números de pessoas hospitalizadas na UTI continua diminuindo
ENTENDA A RELAÇÃO DAS POLÍTICAS IMPLEMENTADAS PELO GOVERNO BRITÂNICO NO SETOR TURÍSTICO FRANCÊS E NA ECONOMIA.

Os outros países estão diretamente relacionados à retomada das atividades do setor de turismo na França, já que a maior parte dos turistas franceses vem de outro país – e não de outras cidades do país. No entanto, algumas medidas tomadas por países vizinhos tiveram um maior impacto da retomada desse setor. Um exemplo disso foi a quarentena de obrigatória de 14 dias que o Reino Unido estipulou para todos que entrassem ou voltassem para o país -o que fez com que o número de turistas despencasse. O ocorrido vai ter enorme influência no setor turístico no final do semestre, dado que o reino unido é o segundo país que mais gasta dinheiro em território francês, perdendo apenas para os belgas. A volta das atividades relacionadas ao turismo é muito complexa, porque, como foi possível observar, ela não depende exclusivamente das políticas implementadas pelo governo francês, mas de um conjunto de fatores externos.
OS BRITÂNICOS SÃO O SEGUNDO POVO QUE MAIS GASTA EM TERRITÓRIO FRANCÊS.
FONTE: Forbes, 2019

70 M

70 MILHÕES DE TURISTAS VISITAM A FRANÇA TODOS OS ANOS E O TURISMO REPRESENTA 7,1% DO PIB FRANCÊS.

PARIS É SALVA PELA ECONOMIA LOCAL!

Image
PARIS CANCELA MARATONA POR RICO DE SEGUNDA ONDA DE INFECÇÃO.
A maratona de Paris, considerada uma das provas mais importantes do mundo fora do grupo de elite e com mais de 50 mil participantes, não será realizada em 2020. Inicialmente programada para abril e remarcada para novembro, foi cancelada definitivamente em 12 de agosto desse ano. A decepção daqueles que sacrificaram tanto tempo treinando não será em vão, os organizadores já estão trabalhando para que ocorra uma nova edição em 2021
A França conseguiu controlar o número de casos, chegando a menos de 200 novos por dia, mas os números voltaram a crescer em julho após a retomada das atividades da cidade em mais de 2 mil novos casos. Isso levou a exigência do uso de máscaras em lugares públicos e fechados e em pontos turísticos; com o foco de que não ocorra uma segunda onda do coronavírus.
Image
GRUPO 14:
LUIZA BASTOS - 18
MARIA CECÍLIA PRETTI - 20
MARIA EDUARDA CAMPOS MATIAS - 21
MARIA LUIZA BALTHAZAR STIVANIN - 22
MARIANA SOARES SBRAGIA - 25
SOFIA DA VEIGA BRASIL CORRÊA - 30
PROFESSOR RESPONSÁVEL: FELIPE FERREIRA DA SILVA